sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Não quero que vos falte nada


O artista queixou-se. Temos que lhe dar razão, realmente a fotografia estava fraquinha.
Está melhor esta, não acham ?
Amanhã não nos poderá faltar:

A lareira da amizade bem acesa

Imensa espuma da alegria e da boa disposição


























O Rogério travestido de Madonna




As batatas cozidas para quem ficar muito, muito alegre .








Vamos sentir (muito) a falta da companhia da nossa amiga Patrícia e claro da sua mousse de chocolate


E vamos ter muita pena de não termos connosco o Zá que nos tinha prometido que ia levantar o véu sobre as sextas feiras santas, seja lá isso o que for !













Vamos sentir a falta de todos os outros amigos, leitores assíduos deste blog, que pelas mais variadas razões não nos poderão dar a alegria da sua presença.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Colecção cromos portugueses - Nº 1


Linda Reis

Pomba Gira

Lembram-se dela ? É ou não é o exemplo perfeito do "desenrasca-te", do "faz-te à vida", do "olha lá por ti senão estás feito"...depois basta alguém achar piada ao ridiculo, e dar uma mãozinha, aproveitar-se a oportunidade e ... fazermos o que temos capacidade para fazer, nem que isso seja apenas uma triste figura. Será que continua amiga de peito da Princesa Diana será que continua espírita incorporada do Professor Sousa Martins ( um homem que no seu tempo, lutou pela análise científica dos factos e pela desmistificação do espíritismo, alguém que tentou acabar com o obscurantismo e cuja estátua, no Campo de Sant'ana, é permanentemente venerada pelos muitos "milagres" que lhe são atribuídos). Possivelmente agora reencarna outras figuras, as que poderão ter mais interesse na actualidade. Tenho a certeza que não desapareceu andará algures por aí, apenas esperando que mais uma vez a tragam para o estrelato. Viver não custa né amigos ? o que custa mesmo é saber viver ... e claro, termos talento, muito talento, mais que não seja para fazermos figuras ridiculas ...

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

29 de Outubro de 1929 - começa a Grande Depressão

A fotografia Migrant Mother, uma das fotos americanas mais famosas da década de 1930, mostrando Florence Owens Thompson, mãe de sete crianças, de 32 anos de idade, em Nipono, Califórnia, março de 1936, em busca de um emprego ou de ajuda social para sustentar a sua família. O seu marido havia perdido 0 emprego em 1931, e morrera no mesmo ano.



A Grande Depressão causou pobreza geral nos Estados Unidos e em diversos países do mundo.

Fila de famílias esperando por ajuda financeira.

A Grande Depressão, também chamada por vezes de Crise de 1929, foi uma grande depressão económica que teve início em 1929, e que persistiu ao longo da década de 1930, terminando apenas com a Segunda Guerra Mundial. A Grande Depressão é considerada o pior e o mais longo período de recessão económica do século XX. Este período de depressão económica causou altas taxas de desemprego, quedas drásticas do produto interno bruto de diversos países, bem como quedas drásticas na produção industrial.

O dia 24 de Outubro de 1929 é considerado popularmente o início da Grande Depressão, mas a produção industrial americana já havia começado a cair a partir de Julho do mesmo ano, causando um período de leve recessão económica que se estendeu até 24 de Outubro, quando valores de acções na bolsa de valores de Nova Iorque, a New York Stock Exchange, caíram drasticamente, desencadeando a Quinta-Feira Negra. Assim, milhares de accionistas perderam, literalmente da noite para o dia, grandes somas em dinheiro. Muitos perderam tudo o que tinham. Esta quebra na bolsa de valores de Nova Iorque piorou drasticamente os efeitos da recessão já existente, causando grande inflação e queda nas taxas de venda de produtos, que por sua vez obrigaram a fechar inúmeras empresas comerciais e industriais, elevando assim drasticamente as taxas de desemprego. O colapso continuou na Segunda-feira negra (o dia 28 de Outubro) e Terça-feira negra (o dia 29).

Os efeitos da Grande Depressão foram sentidos no mundo inteiro. Estes efeitos, bem como sua intensidade, variaram de país a país. Outros países, além dos Estados Unidos, que foram duramente atingidos pela Grande Depressão foram a Alemanha, Austrália, França, Itália, o Reino Unido e especialmente o Canadá. Porém, em certos países pouco industrializados naquela época, como a Argentina e o Brasil, a Grande Depressão acelerou o processo de industrialização. Praticamente não houve nenhum abalo na União Soviética, pois por se tratar de um país socialista, estava com a economia fechada para o capitalismo.

Em alguns países, a Grande Depressão foi um dos factores primários que ajudaram a ascensão de regimes de extrema-direita, como os nazistas comandados por Adolf Hitler na Alemanha. O início da Segunda Guerra Mundial terminou com qualquer efeito remanescente da Grande Depressão nos principais países atingidos.

Estejamos portanto atentos amigos, face à actual conjuntura económica, redobremos as nossas atenções, rico é sempre rico (eu bem os vejo por aqui, coitaditos muito aflitinhos pelo dinheiro que estão a perder na bolsa ...), e pobre pode ficar ainda mais pobre ...


terça-feira, 28 de outubro de 2008

Para ti Maria - Porto Sentido


Fica aqui e agora prometido, que os Ass-a-fora algures entre uma garfada de farinheira (hummmmm), de morcela (hummmmm) ou de chouriço de sangue (hummmmm), irão fazer um brinde de pé, a ti Amiga Maria. Vamos tentar gritar bem alto o teu nome e mesmo que não nos consigas ouvir, vais com certeza sentir a nossa amizade.

Como sabes adoro Rui Veloso, por isso deixo-te esta prenda.
(Um Porto bem sentido este !)



P.S. Para a próxima não vais conseguir escapar.

Recordações - Parte III


Zá: Estavas a referir-te a esta Madona? Sábado teremos outra ... (não é Charrazito ?)

Recordações - Parte II

Claro que estes até eu sei quem são Tina Turner e Freddy Mercury num concerto que deram lá em casa.


P.S. Sábado, dia do cozido, prometemos mais ... fotos, claro !

Recordações - Parte I

Ontem o meu Amori resolveu vasculhar os armários lá de casa. Encontrou estas fotos. Olhámos, re-olhámos, voltámos a olhar e não conseguimos descobrir quem é este Gajo. Será que algum de vocês nos pode ajudar ?



P.S. Aumentem as fotos pode ser que consigam chegar a alguma conclusão.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

"O Sentido da Vida - Todo esperma é sagrado"

Só mais este, não resisto, Monty Python em music hall:

Olhemos apenas para o lado brilhante da nossa vida

A música, a poesia, a pintura, tudo o que é arte em geral tem o poder de nos transmitir emoções, sensações, estados de espírito.
Desafio-vos a ouvir esta música sem esboçarem um sorriso.

Um bom inicio de semana para todos.

Monty Python - Always Look on the Bright Side of Life

domingo, 26 de outubro de 2008

Ser irreverente

Ser irreverente é ser diferente, ter opinião própria, ter coragem para dizer que algo está errado quando está errado, ou que algo está certo se realmente estiver certo, não viver ao sabor das ondas, inovar, ter coragem de pôr em causa aquilo que nos querem obrigar a aceitar, muitas vezes sem nos darem tempo para pensar, alterar o que é igual, colocar cores, cores berrantes, cores chocantes na nossa vida.

Não tentem nunca tapar-me a boca, não tentem nunca agarrar-me. Deixem-me dizer o que penso, deixem-me ser verdadeira, deixem-me gargalhar, disparatar. Magoem-se comigo ou amem as minhas palavras, nunca deixarei de dizer o que sinto, nunca deixarei de lutar pelas causas em que acredito. Se um dia não conseguir mais ser irreverente, é porque não sou eu, ou porque desisti de viver.

PEDRO ABRUNHOSA e a sua irreverência
A CADA NÃO QUE DIZES

Uma nuvem não sabe porque se move em tal direcção. Sente um impulso... É para este lugar que devo ir agora. Mas o céu sabe os motivos e desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes. (Richard Bach)


sábado, 25 de outubro de 2008

Se hoje nós formos à praia ... porque vamos ver o mar ...

Fausto. Rosalinda


Quero partilhar convosco um segredo. Nunca tinha ouvido esta canção do Fausto.
Foi depois de a ouvir cantada pelo Senhor Rogério Charraz que fiquei a adorá-la. Gostaria de ter a possibilidade de partilhar aqui com vocês, a versão que me fez descobrir "Rosalinda", versão essa, que na minha humilde opinião, é bem superior a esta. Como me foi tecnicamente impossível, deixo-vos esta, e desafio-os a tentarem imaginar a outra, se não a conhecerem, ou a relembrá-la se a conhecerem já.


sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O nosso Zé Povinho vai de mal a pior

Legenda: devido à má visualização das legendas na imagem, passo a transcrever as mesmas:
Dois Gerentes de Recursos Humanos, Gerente de Marketing, Gerente de Logística, Gerente de Segurança, Gerente de Comunicação, Gerente de Projecto, Gerente de Produção, Gerente de Desenvolvimento de Produtos, Supervisor Interno, e Zé Povinho .


Comparação dos valores dos salários médios e do limiar da pobreza em vários países europeus


O nosso Zé Povinho não só se mata a trabalhar, como ainda por cima o faz com salários inferiores a de todos os países da Europa. E mais, em Portugal até os pobres são mais pobres. Só espero que com a crise económica que se avizinha ainda continuemos a ter força para alguma coisa, mais que não seja para fazer manguitos.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Pedidos de amigos são ordens para mim

Proponho uma nova tertúlia em Almornos.

Sugiro para dia do acontecimento - 1 de Novembro (almoço)















Sugiro para repasto
- Cozido à Portuguesa (já começa a apetecer), do resto tratam vocezes.




Sugiro para que seja diferente de tudo o que já foi feito anteriormente
- Alteração do local da colocação do Karalhoke.


Aceito e agradeço sugestões e opiniões de todos vós.

As inscrições deverão ser efectuadas neste post.

Espero que me dêem a alegria de vos ter lá todos.

Beijos

Resultado da eleição do homem ideal

Como foi Nuno Gomes o homem ideal eleito por nós, resolvi deixar-vos aqui algumas opiniões sobre ele, retiradas do seu site oficial, para que seja possível assim, convencermo-nos a nós próprios, de que foi uma justa vitória.

Afinal não tinha qualquer relevância para esta questão a pessoa em causa ser ou não nossa amiga, não havia necessidade de ser um super homem, não tinha mesmo de ter um sentido de humor acutilante, nem ter sido distinguido com o prémio Nobel da Paz, pelas suas acções a favor da paz Mundial e dos direitos humanos.

Só tinha mesmo que ser bonito, ser um bom jogador de futebol, e ser do SLB. Resta-nos a consolação do 2º. lugar ter sido justamente e honrosamente partilhado pelos nossos amigos ZmSantos e Dalai Lama.

Agradeço desde já o empenho e a participação de todos vós.

Nuno Gomes visto por Pedro Ribeiro (Rádio Comercial)
"Para mim o Nuno Gomes tem logo um enorme mérito à partida: é benfiquista.
Não só joga no Benfica, como é benfiquista.
Isso é muito importante, porque quer dizer que ele, tal como eu, sente as vitórias e as derrotas como suas. É além disso um jogador com um potencial enorme, mesmo que por vezes pareça esquecer-se disso :-)
Vai ser um dos melhores marcadores da história do Benfica e só espero que consiga aquilo com que ambos sonhamos: ser campeão no maior clube português.
Se marcar 21 golos por época, ajuda, 21?"

Nuno Gomes visto por Luís Figo (Internacional português, jogador do Inter de Milão/Itália)
"O Nuno é um excelente companheiro, bom amigo, que merece tudo de bom. É um avançado bom tecnicamente que joga bem de costas para a baliza.
É um goleador que jogaria sempre na minha equipa.

Nuno Gomes visto por Toni (Ex treinador do S.L.Benfica)
"Jogador fino, inteligente, com feeling de golo, é um finalizador nato e julgo que a passagem por Itália o fez crescer sob o ponto de vista táctico".

Nuno Gomes visto por Luís Sobral (Editor desporto TVI e director www.maisfutebol.iol.pt)
"Nuno Gomes é o exemplo do avançado moderno: rápido, versátil e suficientemente forte para competir na grande área.
Executa bem sobre pressão, é inteligente e com o passar dos anos tem adquirido competências que lhe permitem, se necessário, funcionar como segundo ponta-de-lança.
Muito bom tacticamente, tem condições para ser uma referência também quando a equipa precisa de recuperar a bola. Nuno Gomes possui uma técnica útil, adequada à vida sem espaços de um goleador."

É POR TUDO ISTO QUE ELE É O NOSSO HOMEM IDEAL !

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Indemnizações nos States


Ouvi hoje de manhã na rádio :

Uma Senhora Americana recebeu uma choruda indemnização por ter caido numa loja de móveis ao chocar com uma criança que corria nos corredores da mesma. Só que por mero acaso a criança era filha da lesada.

Numa loja da cadeia Macdonald's na América uma Senhora que almoçava com o namorado irritou-se com o mesmo e atirou-lhe com a coca-cola à cara. Quando se levantou escorregou na dita coca-cola que se tinha espalhado pelo chão e a cadeia foi obrigada a indemnizá-la.

Um cidadão Americano ao experimentar o automóvel novo que tinha acabado de adquirir ligou o cruise control para não ultrapassar os 100 kms por hora e passou para o banco de trás para dormir uma soneca. O carro despistou-se e foi de encontro a uma árvore ficando todo danificado. A pessoa em causa processou a empresa que lhe tinha vendido o automóvel porque nas instruções não estava explicito que o condutor do veículo teria de permanecer no seu lugar quando ligava o cruise control, e ganhou a causa.

Só mesmo nos States né ?

O homem ideal - Parte II (ou Apêndice)

Ora como todos nós sabemos qualquer homem ou mulher, por mais ideal que seja, trás sempre com ele(a) outra mulher: a mãe dele(a) (ou seja a nossa sogra).

Significado da palavra segundo a Wikipédia:
Na cultura popular moderna, a sogra é vista como um fardo a ser carregado e muitas vezes, a palavra acaba por adquirir sentido pejorativo.

Desafio-vos a partilharmos aqui qual o nosso ideal de sogra .

Uma história engraçada :

Duas distintas senhoras encontram-se após um bom tempo sem se verem.

Uma pergunta à outra:

- Como vão os seus dois filhos… a Rosa e o Francisco?

- Ah! querida… a Rosa casou-se muito bem. Tem um marido maravilhoso. É ele que se levanta de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, faz o café da manhã, lava a louça e ajuda na lida da casa. Só depois é que sai para trabalhar. Um amor de genro! Benza-o, ó Deus!

- Que bom, heim amiga. E o seu filho, o Francisco? Casou também?

- Casou sim, querida. Mas coitadinho dele, não teve tanta sorte.
Casou-se muito mal… Imagina que ele tem que se levantar de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, fazer o café da manhã, lavar a louça e ainda tem que ajudar na lida da casa! E depois de tudo isso ainda sai para trabalhar, para sustentar a preguiçosa da minha nora.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Eleição para o Homem Ideal

Meninas e Meninos, face à falta de modéstia de um dos nossos GRANDES AMIGOS, venho propor a eleição do Homem Ideal para nós, que passeamos por aqui por este cantinho da blogosfera.

Deixo-vos junto algumas hipóteses, mas claro que são aceites outros candidatos que tenham a gentileza de propor.

1, 2, 3., estão abertas as votações, mas atenção, muito importante, terão de justificar a vossa opção..

Candidato nº 1












Candidato Nº. 2















Candidato nº. 3

Candidato nº. 4












Candidato nº. 5

O homem ideal


Alto e forte como Brad Pitt? moreno e sensual como Keanu Reeves? bonito e elegante como Matt Dillon? com o sorriso de Tom Cruise? e ainda fiel, amigo, paciente, atencioso...

Todas sonhamos com o homem ideal. Mas quem é ele? O sonhador romântico, que se lembra sempre das datas especiais, nos manda flores, e nos diz palavras de amor? o ausente que nunca se lembra de nada, mas faz amor como ninguém?

O homem ideal para mim é aquele que me respeita, me ama realmente, me incentiva, me apoia quando estou certa, me diz quando estou errada .
É o que tem sensibilidade para não ficar indiferente perante o que é belo na vida. É o que ri quando deve rir, o que chora quando tem de chorar. O que é suficientemente solidário para não ficar neutro diante do sofrimento da humanidade. O que tem bondade suficiente para não desviar os olhos de quem lhe pede uma ajuda. Que tem alegria e nos faz rir . Que é suficientemente humilde para reconhecer quando está errado . Que é suficientemente sincero para ser verdadeiro. Que tem esperança suficiente para nos fazer acreditar na vida . E finalmente e mais importante que tudo, que tem um coração cheio de amor para nos fazer sentir feliz a cada dia que passa, porque fazer amor como ninguém só consegue quem ama verdadeiramente.

Também é assim para vocês o HOMEM IDEAL ?

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

O tempo nunca pára.

É do conhecimento de todos vós as dificuldades que tenho em tentar viver, em superar, as segundas feiras. Já há muito tempo e no blog de um Amigo tentei exorcizá-las publicando um post para me tentar ajudar a mim própria a tentar ultrapassar este meu "calcanhar de Aquiles", sem resultados práticos, pelo menos para mim.

Como todos os que me conhecem sabem, há uma característica que faz parte integrante de mim, a teimosia, não desistirei portanto enquanto não conseguir resolver esta minha fobia.

Como escrever é para mim um escape (tubo de ... como muito bem diz outro Amigo), como escrever me ajuda a arrumar ideias, me obriga a exorcizar os meus medos, a não esquecer os erros que cometo, a corrigir o que não está certo, em mim própria e na minha vida, aqui estou hoje, e mais uma vez a tentar resolver esta minha angústia interior.

Muitos de nós já descobrimos como a vida é curta, como passa num ápice, e como temos como obrigação saboreá-la. Cada minuto, cada segundo da nossa vida deveria ser vivido como se fosse o último. Se isso acontecesse todos nós seriamos muito mais felizes. Façamos então um esforço (para mim será um esforço quase sobre-humano) para tentar viver a nossa vida em pleno, mesmo que seja segunda-feira.

Um Tempo que Passou (Sérgio Godinho/Chico Buarque)




sábado, 18 de outubro de 2008

Para ti Amiga


Há pessoas com quem criamos empatia, assim que as conhecemos. Algumas começam por nos ser simpáticas e ao fim de algum tempo descobrimos que não temos nada em comum com elas. As outras têm tanto em comum connosco que haja o que houver nunca as esqueceremos. Somos ambas saudavelmente insanas Amiga. Gostamos ambas de rir até ás lágrimas. Rimo-nos com as mesmas parvoíces (quando o messenger já é pouco para tanta disparate, temos mesmo que usar o telefone, né Amiga ?), temos a mesma maneira de estar na vida, falamos a mesma linguagem, utilizamos as mesmas palavras, até os mesmos palavrões. Tentamos estar lá quando a outra precisa de nós. Preocupamo-nos em apoiarmo-nos nos momentos dificeis. Amiga tenho tantas saudades tuas ... das nossas risadas, da tua irreverência, da tua alegria. Parece-me agora tudo tão diferente ... é nestes dias, aqueles em que nos habituámos a estar juntas, que mais sinto a tua falta... Beijos QUERIDA !

Mensagem subliminar



Ora vamos lá a ver, então o rapazinho coitado foi abandonado, tem até o coração partido, e está numa grande incerteza sem saber se a sua amada volta. No entanto parece estar ao mesmo tempo muito feliz com a situação , pelo menos é o que dá a entender pela alegria da música. Ainda bem Alejandro, fico feliz por ti, é esse o espírito, é realmente essa a atitude correcta. Tás a ver passaste a mensagem, hoje já aprendemos alguma coisa contigo ...

P.S. Próxima missão quase impossível: visualizar todos os vídeos do Tony Carreira , em busca de mensagens subliminares. Será que vou conseguir encontrar alguma ?

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sugestão para o fim de semana

Sugiro que vejam este video com atenção, meditem sobre ele no fim de semana, e tentem fazer isto em casa (ouvi dizer que qualquer pessoa aprende facilmente a dançar assim). Se não conseguirem sozinhos (o que não acredito) não hesitem, inscrevam-se numa escola de dança...




P. S. Por acaso até conheço uma professora de salsa espectacular. Se, por mero acaso, estiverem interessados, falem comigo, eu dou-vos o contacto (o número de telefone queria eu dizer) ... aqui só para nós, a que eu conheço dança bem melhor que esta.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O meu abrigo ... o teu abrigo

Avisaram-me ... não que servisse de alguma coisa ... não havia a mínima hipotese de recusar ... quer dizer lá haver, havia, só que não era uma hipótese que me interessasse muito na altura ... e que continua a não me interessar por enquanto ... era portanto inevitável que acontecesse...

Avisaram-me ... UUII, UUII, os 50 são tramados ! (foram exactamante estas as palavras que me disseram)

Têm sido realmente ... como hei-de dizer ... um bocadinho complicados ?

Mas Amori ... tu sabes ... eu sei ... não há problemas que nos resistam enquanto eu te tiver a ti e tu me tiveres a mim ...


Olha pra mim
Deixa voar os sonhos
Deixa acalmar a tormenta
Senta-te um pouco aí

Olha pra mim
Fica no meu abrigo
Dorme no meu abraço
E conta comigo
Que eu estarei aqui

enquanto anoitece,
enquanto escurece
e os brilhos do mundo
cintilam em nós
enquanto tu sentes
que se quebrou tudo
eu estarei
sempre que te sentires só

Olha pra mim
Hoje não há batalhas
Hoje não há tristeza
deixa sair o sol

Olha pra mim
fica no meu abrigo
perde-te nos teus sonhos
e conta comigo


Os direitos dos animais

Todos nós sabemos a crueldade que existe neste nosso mundo. Todos nós sabemos como alguns de nós tratam os animais. Os animais não falam, não escrevem, mas sofrem ...

Não me querendo alongar muito sobre este assunto, lembro apenas os animais mortos para a utilização das suas peles, os que sofrem por serem utilizados em experiências cientificas cruéis, os que são utilizados como espectáculo, destacando aqui apenas o mais horrendo, a luta de cães agora tão em voga, em que os cães lutam até à morte.

Uma das crueldades infringidas por nós aos animais tem a ver com a espécie na sua generalidade. Nunca consegui compreender o prazer que pode dar a alguém ver um pássaro preso numa gaiola. Os pássaros nasceram em liberdade, é em liberdade que devem viver.

Abaixo toda a crueldadade contra qualquer animal ! É urgente a destruição de todas as gaiolas...




quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Eutanásia volta para animar debate politico


"A eutanásia deve ser referenciada. A prática é cada vez mais aceite socialmente e não deve ficar confinada ao poder politico" Associação Portuguesa de Boética

Na Europa :
Suíça - é permitida a assistência ao suicídio mas não a eutanásia.
Holanda - a lei permite a eutanásia até em casos de cansaço existencial e problemas psíquicos.
Bélgica - depois de um ano de aceso debate, foi permitida em casos de cancro e doenças degenerativas.
Luxemburgo - em fase de regulamentação. Legalizaram mas expandiram rede de cuidados paliativos.
Espanha - até final da legislatura o Governo aprovará a lei, uma vez que os espanhóis são a favor.

Decisão complexa esta, problema complexo este, tantos prós, tantos contra, seria tudo muito mais simples se a morte fosse assim:

Devia morrer-se de outra maneira.
Transformarmos-nos em fumo, por exemplo.
Ou em nuvens.
Quando nos sentíssemos cansados, fartos do mesmo sol
a fingir de novo todas as manhãs, convocaríamos
os amigos mais íntimos com um cartão de convite
para o ritual do Grande Desfazer: "Fulano de tal comunica
a V. Exa. que vai transformar-se em nuvem hoje
às 9 horas. Traje de passeio".
E então, solenemente, com passos de reter tempo, fatos
escuros, olhos de lua de cerimônia, viríamos todos assistir
a despedida.
Apertos de mãos quentes. Ternura de calafrio.
"Adeus! Adeus!"
E, pouco a pouco, devagarinho, sem sofrimento,
numa lassidão de arrancar raízes...
(primeiro, os olhos... em seguida, os lábios... depois os cabelos... )
a carne, em vez de apodrecer, começaria a transfigurar-se
em fumo... tão leve... tão sutil... tão pòlen...
como aquela nuvem além (vêem?) — nesta tarde de outono
ainda tocada por um vento de lábios azuis...

José Gomes Ferreira

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado



"Portugal que com todos estes senhores conseguiu a classificação do país mais atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagem de todas as Áfricas! O exílio dos degredados e dos indiferentes! A África reclusa dos europeus! O entulho das desvantagens e dos sobejos! Portugal inteiro há-de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, a meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado!"

Parte final do "Manifesto Anti Dantas" de José de Almada Negreiros

Texto dito pelo extraordinário diseur Mário Viegas e escrito por José de Almada Negreiros em 1915, que surpreendemente após 93 anos, se mantém tão actual... resta-nos continuar a acreditar na cura da cegueira deste nosso Portugal.

Amanhã eu sei já passa .



Hoje não tenho nada para dizer, nada de novo, nada de importante. Hoje os pensamentos estão cá rodopiando sem ordem. Hoje o turbilhão de ideias confundem-me. Já tentei ordená-las, dar-lhes prioridades, catalogá-las por ordem de importância, mas elas teimosamente continuam a lutar entre si.

Hoje não queiram saber de mim, logo estarei melhor, amanhã talvez. Não há nenhuma razão especial, há razões atrasadas, razões acumuladas, razões sem razão.

Hoje eu própria não me entendo.
Hoje eu não me recomendo.
Amanhã eu sei já passa,
mas agora estou assim.
Hoje perdi toda a graça.
Dança tu que eu fico assim
Não queiras saber de mim. ..

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

A felicidade vem da monotonia

A Felicidade vem da Monotonia

Na sua essência a vida é monótona. A felicidade consiste pois numa adaptação razoavelmente exacta à monotonia da vida. Tornarmo-nos monótonos é tornarmo-nos iguais à vida; é, em suma, viver plenamente. E viver plenamente é ser feliz. Os ilógicos doentes riem - de mau grado, no fundo - da felicidade burguesa, da monotonia da vida do burguês que vive em regularidade quotidiana e, da mulher dele que se entretém no arranjo da casa e se distrai nas minúcias de cuidar dos filhos e fala dos vizinhos e dos conhecidos. Isto, porém, é que é a felicidade. Parece, a princípio, que as cousas novas é que devem dar prazer ao espírito; mas as cousas novas são poucas e cada uma delas é nova só uma vez. Depois, a sensibilidade é limitada, e não vibra indefinidamente. Um excesso de cousas novas acabará por cansar, porque não há sensibilidade para acompanhar os estímulos dela. Conformar-se com a monotonia é achar tudo novo sempre. A visão burguesa da vida é a visão científica; porque, com efeito, tudo é sempre novo, e antes de este hoje nunca houve este hoje.

Fernando Pessoa, in 'Reflexões Pessoais'

Ora então, vamos lá todos ficar muito contentinhos por termos a felicidade de começarmos hoje uma nova semana, desejando claro que esta seja a semana mais monótona de todas as semanas da nossa vida ...

domingo, 12 de outubro de 2008

O segredo está em encontrar o ponto certo na balança da vida



Nem centralização de umbigo a mais, nem centralização de umbigo a menos. O segredo é encontrar o ponto certo na balança da vida.

E se nos colocarmos no centro do universo? do nosso próprio universo, deixando de depender de coisas, pessoas ou lugares para viver ?

Vou passar a tentar exemplificar:

Fulana diz: - Ele deixou-me! Não consigo viver sem ele .
Beltrano pensa: - Se eu tivesse aquele carro, então sim eu seria feliz!
Cicrano fala: - Se eu morasse em tal país... aí sim ... aí tudo seria perfeito.

Fulana não vai morrer por falta de ninguém, só morrerá se lhe faltar água e comida, ninguém é insubstituível, se ela se focalizar em ser o centro do universo, se ela se lembrar que muitas pessoas dependem dela, da sua companhia, dos seus conselhos ... rapidamente voltará a ser feliz.

Beltrano conseguiu finalmente aquele carro de que tanto precisava para ser feliz. E agora ? Está feliz por isso? Não pois não ? quer o quê agora ? aquela casa na praia ? e a seguir vai precisar do quê para ser feliz ? Se ele tiver como prioridade de vida melhorar-se a si próprio como ser humano, conseguirá muito mais facilmente alcançar a felicidade.

E tu Cicrano: em todos os lugares do Mundo encontras pessoas felizes e pessoas infelizes. Sabes onde tudo é perfeito? Onde tens a tua família, os teus amigos, aqueles que tu amas e que te amam a ti.

Pratiquemos então um pouquinho de egocentrismo! Os verdadeiros egocêntricos vivem felizes com sua própria existência, mas não se preocupam com a felicidade do próximo. Temos portanto de o praticar com precaução, sem nunca pensarmos que somos os donos da verdade, tentando gostar um pouco mais de nós, mas continuando a ter consideração pelos outros.

sábado, 11 de outubro de 2008

Cesaria Evora - Lua Nha Testemunha



Bô ka ta pensâ
nha kretxeu
Nen bô ka t'imajiâ,
o k'lonj di bó m ten sofridu.
.
Perguntâ
lua na séu
lua nha kompanhêra
di solidão.
Lua vagabunda di ispasu
ki ta konxê tud d'nha vida,
nha disventura,
El ê k' ta konta-bu
nha kretxeu
tud k'um ten sofridu
na ausênsia
y na distânsia.
.

Mundu, bô ten roladu ku mi
num jogu di kabra-séga,
sempri ta persigi-m,
Pa kada volta ki mundu da
el ta traze-m un dor
pa m txiga más pa Déuz

Mundu, bô ten roladu ku mi
num jogu di kabra-séga,
sempri ta persigi-m,
Pa kada volta ki mundu da
el ta traze-m un dor
pa m txiga más pa Déuz

Bô ka ta pensâ
nha kretxeu
Nen bô ka t'imajiâ,
o k'lonj di bó m ten sofridu.
.
Perguntâ
lua na séu
lua nha kompanhêra
di solidão.
Lua vagabunda di ispasu
ki ta konxê tud d'nha vida,
nha disventura,
El ê k' ta konta-bu
nha kretxeu
tud k'um ten sofridu
na ausênsia
y na distânsia.
.

Mundu, bô ten roladu ku mi
num jogu di kabra-séga,
sempri ta persigi-m,
Pa kada volta ki mundu da
el ta traze-m un dor
pa m txiga más pa Déuz

Mundu, bô ten roladu ku mi
num jogu di kabra-séga,
sempri ta persigi-m,
Pa kada volta ki mundu da
el ta traze-m un dor
pa m txiga más pa Déuz

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Hoje venho aqui assumir publicamente: sou uma chata !


"Nunca me preocupo com o futuro... muito em breve, ele virá."
Albert Einstein

Hoje resolvi vir aqui assumir publicamente um dos meus defeitos. Não é uma coisa muito vulgar alguém assumir em praça pública o que gostaria de ser capaz de alterar nela própria, mas como muito secretamente , tenho alguma esperança que ao partilhar com vocês aquilo que eu gostaria que fosse diferente em mim, me seja mais fácil corrigir-me, hoje enchi-me de coragem e aqui estou eu ...

Sou uma chata ! Chata não no sentido de aborrecer o próximo (ei, ei miúdos que risinhos são esses ... ás vezes também, claro ... mas com o mal dos outros posso eu bem, sempre ouvi dizer... e se tiverem alguma queixa a fazer da minha pessoa, por favor sejam frontais ...) mas no sentido de haver momentos em que eu gostaria de não me aborrecer tanto a mim própria . Preocupo-me demais ... com os acontecimentos, com o futuro, com o que não faz sentido, com o que faz, com o que pode ser melhor, com o que pode ser pior, com o que está certo, com o que está errado, com aquilo que foi feito, com aquilo que no meu entender deveria ter sido ... e de tanto me preocupar com esta parafernália de coisas, há dias, horas, minutos, que não consigo suportar-me a mim mesma ...

Portanto está decidido amigo Einstein, a partir de hoje vou tentar seguir esta tua máxima , se a conseguir interiorizar em pleno, tenho esperança, que mais dia menos dia, seja possível considerar-me a mim própria uma gaja muita fixe.

Procure os seus caminhos,
mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,
mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado,
comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!"
(Fernando Pessoa)

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Poema do amigo aprendiz



Poema do amigo aprendiz

Quero ser teu amigo. Nem de mais nem de menos.
Nem de tão longe, nem de tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
Sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas, confesso: é tão difícil de aprender!
E por isso, eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias..."

Fernando Pessoa

Bom fim de semana !

Dedico este poema a todos vocês OS MEUS AMIGOS, mas, e para que nunca se esqueçam de como gosto deles, hoje especialmente à Cátia ao Luís ao Paulo e à Natércia.

E porque não lágrimas ? Elas também são parte integrante de nós.


Choro!

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro
as crianças violadas
nos muros da noite
húmidos de carne lívida
onde as rosas se desgrenham
para os cabelos dos charcos.

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro
diante desta mulher que ri
com um sol de soluços na boca
— no exílio dos Rumos Decepados.

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro
este sequestro de ir buscar cadáveres
ao peso dos poços
— onde já nem sequer há lodo
para as estrelas descerem
arrependidas de céu.

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro
a coragem do último sorriso
para o rosto bem-amado
naquela Noite dos Muros a erguerem-se nos olhos
com as mãos ainda à procura do eterno
na carne de despir,
suada de ilusão.

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro
todas as humilhações das mulheres de joelhos nos tapetes da súplica
todos os vagabundos caídos ao luar onde o sol para atirar camélias
todas as prostitutas esbofeteadas pelos esqueleto de repente dos espelhos
todas as horas-da-morte nos casebres em que as aranhas tecem vestidos para o sopro do
silêncio
todas as crianças com cães batidos no crispar das bocas sujas
de miséria...

Ninguém vê as minhas lágrimas, mas choro...

Mas não por mim, ouviram?
Eu não preciso de lágrimas!
Eu não quero lágrimas!

Levanto-me e proíbo as estrelas de fingir que choram por mim!

Deixem-me para aqui, seco,
senhor de insônias e de cardos,
neste ódio enternecido
de chorar em segredo pelos outros
à espera daquele Dia
em que o meu coração
estoire de amor a Terra
com as lágrimas públicas de pedra incendiada
a correrem-me nas faces
— num arrepio de Primavera
e de Catástrofe!

José Gomes Ferreira

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

O sorriso é uma arma ...

O sorriso é uma das características que nos distingue. Um simples sorriso pode deixar-nos tão felizes... dar-nos esperança, ajudar-nos a sonhar e a vencer os obstáculos diários que a vida teima em colocar no nosso caminho. Um sorriso espontâneo, um sorriso sincero, contagia-nos e transporta-nos para outra dimensão. O poder do sorriso é gigantesco, e saber, e gostar de sorrir, são duas das coisas mais importantes da nossa vida.

O sorriso é a expressão mais bonita que o ser humano tem, é a nossa linguagem universal, e sorrir é apenas e só uma questão de atitude.

"No momento em que sorrimos para alguém, descobrimo-lo como pessoa, e a resposta do seu sorriso quer dizer que nós também somos pessoa para ele".
Antoine de Saint Exupery

Por isso amigos quando alguém vos magoar sorriam, quando sentirem revolta pelo que se passa no Mundo, sorriam, hoje mais do que ontem não podemos deixar morrer o sorriso . Aqui vos deixo o meu sorriso do tamanho do Mundo para todos vocês ...


terça-feira, 7 de outubro de 2008

As fobias devem ser tratadas. Vão ao médico ...


Lisboa é uma cidade tolerante e é uma cidade de liberdade de expressão, [mas] onde é proibido o apelo à violência, ao xenofobismo e ao racismo. (…) Lisboa não pode compactuar com este tipo de mensagens, venham elas de onde vierem», refere Sá Fernandes que garante ter o apoio do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa.

A Câmara de Lisboa retirou, na noite desta segunda-feira, o cartaz do Partido Nacional Renovador (PNR) que estava na praça de Entrecampos da capital, por considerá-lo de cariz racista.

Esta medida surgiu depois do autarca ter lançado um ultimato ao partido para retirar o cartaz até às 18:00 horas desta segunda-feira.

Em resposta, o PNR não só se recusou a retirar o cartaz, como fez saber que vai apresentar uma queixa-crime por abuso de poder à Câmara Municipal de Lisboa, em concreto à vereação de Sá Fernandes.

Xenofobia é o medo (fobia, aversão) que o ser humano normalmente tem ao que é diferente (para este indivíduo).

Xenofobia é também um distúrbio psiquiátrico ao medo excessivo e descontrolado ao desconhecido ou diferente.

O que pode levar alguém a sentir-se superior ao seu semelhante. O que pode levar alguém a pensar que há seres humanos de primeira e seres humanos de segunda. Tratem os vossos distúrbios psicológicos até conseguirem perceber que todos somos iguais ... mas depressa por favor .


segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Esta coisa das pessoas pensarem.....

Esta coisa das pessoas pensarem, tem que se lhe diga...Todos nós sabemos que temos milhares de pensamentos por dia. São muitos e não conseguimos agarrá-los a todos. Mas neste preciso momento agarrei um….tem a ver com a frontalidade.

Realmente interessante, tão genuína, tão verdadeira, tão forte, mas também tão devastadora, e tão chocante, se não for utilizada com bom senso. Sempre fui uma pessoa frontal por uma questão de feitio.

Aos vinte anos conseguia dizer ao meu chefe (ou chefa) no auge de uma discussão:
- Isto não pode ser feito assim. Vou fazer como deve ser feito e não quero saber de mais nada!!!

Hoje em dia digo (usando o meu melhor sorriso):
- Voltamos a falar depois do almoço ( e saio a correr para o meu gabinete para fazer alguns exercícios de respiração e relaxamento e se não funcionar direi umas valentes asneiras baixinho)

A frontalidade é um instrumento valioso, mas acredito que conforme vamos amadurecendo, a vamos conseguindo suavizar, tornar menos agressiva para o próximo. Ser frontal é para mim ser honesta, não só comigo própria como com os outros.

Um conselho (se me permitirem): usem e abusem da frontalidade, tentem não enganar ninguém, digam apenas aquilo que sentem sem subterfúgios, sem jogadas, sem segundas intenções …mas tentem usá-la com carinho pelo próximo.

Outra vez a falar de mim própria ? Chiça que já não aguento tanto narcisismo da minha parte !

Porquê falar de nós próprios se há tantos outros assuntos de maior relevância de que podemos falar ? Desculpem-me meus amigos mas hoje não resisti, é que ontem cheguei a conclusões tão peculiares sobre mim própria (ás vezes acontece) que considero no mínimo imperioso e urgente partilhá-las convosco.

  • Acredito em Deus. Um Deus muito especial, só meu, diferente de todos os outros, mas abomino a Igreja. Odeio a sua postura estúpida e retrógrada que dita leis sem pensar no que é razoável, sem pensar nas consequências que elas podem trazer a todos os seus seguidores.
  • Acredito numa sociedade em que todos sejamos iguais, onde haja igualdade de direitos e de oportunidades para todos. Não confio em nenhum politico, nenhum dos que conheço hoje em dia é capaz de pensar primeiro no interesse dos outros e só depois nos seus interesses particulares.
  • Sou do Benfica. Gosto (vá-se lá saber porquê) do Nuno Gomes, do Moreira, do equipamento vermelho, até do cor de rosa, da Catedral, e da águia Vitória. É-me muito difícil que o meu cérebro consiga não fazer outra coisa durante 45 + 45 minutos, a não ser visualizar 22 gajos a correrem atrás de uma bola, a pontapeá-la, com o único intuito de que ela entre dentro de uma baliza.

Até para aí os meus 12 anos acreditei que a Igreja almejava apenas o melhor para os seus seguidores.

Até aos 30 mantive-me convicta de que alguém conseguiria tornar mas pequeno o fosso que existe entre os ricos e os pobres. Que alguém conseguiria uma maior igualdade para todos nós, e as mesmas oportunidades de vida para todos.

Até hoje continuo a não conseguir obrigar o meu cérebro a ver uma partida de futebol do principio ao fim. Decidi neste momento, que vou tentar alterar também esta minha estranha forma de gostar das coisas. Vou tentar obrigar-me a ser fã de futebol. Tenho esperança que esteja aqui a única hipótese de conseguir que alguma coisa em que eu acredite possa vir a ser uma realidade, neste caso me possa oferecer alguma alegria.

É que sinceramente estou fartinha de desilusões...

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

"O Infante" música de Dulce Pontes, letra de Fernando Pessoa

Andava eu vagueando no You Tube, passatempo a que me dedico de quando em vez, quando descubro um video da Dulce Pontes. "O Infante" letra de Fernando Pessoa, música de Dulce Pontes, cantada pela mesma, mas ... com tradução em Inglês. Senti curiosidade em saber quem tinha realizado este video, e surpreendentemente chego à conclusão de que a pessoa em causa é :
Fabio , 51 anos, vive em Vitória, é natural de Belo Horizonte, Brasil, e é projectista de profissão











Realizou mais 3 videos sobre a sua cadeira de rodas multifuncional um da Dulce Pontes intitulado "La Mer", e um outro cujo protagonista é um cão chamado Pantufa.

O que leva alguém que não é Português a realizar um video com esta canção da Dulce Pontes, e a ter a preocupação de nele incluir a tradução das palavras de Fernando Pessoa para Inglês ?



Tentei encontrar outros videos no You Tube com esta melodia, mas apenas consegui encontrar um outro com imagens da Dulce Pontes e ... realizado por um Italiano.

O que nós podemos descobrir quando vagueamos no You Tube...

P.S. A canção, a voz, as imagens, são no mínimo... espectaculares !

Desejo a todos vocês um fim de semana sereno, transparente e brilhante.


"Limito-me a ser quem sou:
sereno(a) , transparente e brilhante. Quando irradiamos
o que somos, quando apenas fazemos o que desejamos fazer,
afastamos automaticamente quem nada tem a aprender
connosco e atraímos imediatamente aqueles que, sim,
têm algo a aprender e também algo a ensinar-nos."
-- Richard Bach in Ilusões

P.S.
Fotografia tirada na Praia da Rocha, Portugal.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

"A biblioteca de Babel" de Jorge Luis Borges percursora da Internet ?

“O UNIVERSO (que outros chamam a Biblioteca) compõe-se de um número indefinido, e talvez infinito, de galerias hexagonais, com vastos poços de ventilação no centro, cercados por balaustradas baixíssimas.De qualquer hexágono, vêem-se os andares inferiores e superiores: interminavelmente..” (A Biblioteca de Babel – Jorge L. Borges)

“A Biblioteca é ilimitada e periódica. Se um eterno viajante a atravessasse em qualquer direcção, comprovaria ao fim dos séculos que os mesmos volumes se repetem na mesma desordem (que, reiterada, seria uma ordem: a Ordem). Minha solidão alegra-se com essa elegante esperança.” (A Biblioteca de Babel – Jorge L. Borges)

No conto A Biblioteca de Babel, o escritor argentino Jorge Luís Borges descreve um edifício imaginário que guardaria todos os livros do mundo e, consequentemente, abrigaria as respostas a todas as perguntas e as soluções de todos os enigmas. Na semana passada, o Google aproximou-se da fantasia do autor de O Aleph. O mais famoso programa de busca da Internet acaba de fechar um acordo com algumas das maiores bibliotecas do mundo - a pública de Nova York, a das universidades americanas de Stanford, Harvard e de Michigan e a da universidade britânica de Oxford.

"Estamos a abandonar a logosfera, reino do manuscrito e da escrita, e a entrar no admirável mundo da electrónica e dos hipermédia. Vai ficando para trás o mundo da representação, da presença e da edição crítica, com todos os mitos e rituais da escrita que nos precederam. Inexorável, emerge à nossa frente um Novo Mundo, cuja virtualidade e simulação, como espaço/não-espaço (utopia), temos de praticar".
(José Augusto Mourão)

Aqui está uma realidade que me assusta, a vocês não ?